PLP 082 - Intermediate - Cork trees in Portugal

Topic: The cork tree forest in Portugal

In this episode you learn:

  • What is a montado.

  • Specific vocabulary related to cork trees and cork production.

You can access the transcript and translation of the key vocabulary in the free content vault.

Listen to the episode

 

Text

Quem não gosta de passear numa bela floresta? Uma floresta é uma extensa área coberta de árvores, árvores que podem ser de várias espécies.

Hoje vou falar-vos de uma floresta especial, o montado. O montado é uma floresta de equilíbrio delicado, mas que permite ao homem usufruir do que ela lhe pode oferecer de modo sustentável. Ou seja, há uma simbiose entre o homem e o ecossistema.

Mas afinal, o que é o montado? É um tipo de floresta que existe na Península Ibérica e algumas regiões do norte de África, e que é composta por vários tipos de árvores: azinheiras, sobreiros, carvalhos e castanheiros.

Em Portugal, o montado é uma floresta protegida, típica a sul do rio Tejo, especialmente no Alentejo. Este ecossistema é propício à criação de gado, à apicultura (que é a criação de abelhas) e à apanha de cogumelos comestíveis (ou seja, que se podem comer).

O montado é também propício à produção de cortiça. E o que é a cortiça? Provavelmente já a viste nas rolhas das garrafas de vinho. Mas de onde é que ela vem? A cortiça é a casca do sobreiro. Todas as árvores têm uma casca que as protege do exterior.

 
 
Portuguese Lab Podcast - European Portuguese - 82 - The cork tree forest.jpg
 

A casca do sobreiro é especial porque é extremamente leve, é isolante térmica (ou seja, resiste ao calor e ao fogo) e é isolante acústica (ou seja, não deixa passar o som).

Como Portugal tem a maior extensão de sobreiros do mundo, é natural que seja também o maior produtor de cortiça. E já desde o século XIV é exportada para fora de Portugal.

Mas vamos regressar ao montado e perceber como se produz a cortiça. O sobreiro, também conhecido por chaparro, é uma árvore frondosa. Isto quer dizer que tem uma copa grande e larga, ou seja, tem muitas folhas.

Mas vamos regressar ao montado e perceber como se produz a cortiça. O sobreiro, também conhecido por chaparro, é uma árvore frondosa. Isto quer dizer que tem uma copa grande e larga, ou seja, tem muitas folhas.

Geralmente retira-se a casca do sobreiro, ou seja, a cortiça, quando a árvore tem entre 25 a 30 anos, no verão. A primeira vez que se retira a cortiça ela é muito grossa e chama-se de virgem.

A cortiça de melhor qualidade, e que é utilizada para as rolhas, é a terceira a ser retirada e chama-se amadia. A partir deste período a cortiça é retirada de nove em nove anos. Ou seja, só depois de nove anos é que se volta a extrair a cortiça do sobreiro. Este é o tempo que demora a formar-se a nova casca.

Um sobreiro pode viver trezentos anos (já imaginaste?), portanto o tempo de produção da cortiça é bastante longo.

Tradicionalmente, a cortiça é retirada à mão, mas atualmente já existem máquinas que auxiliam os trabalhadores que retiram a cortiça, e que evitam que a árvore seja ferida ao cortar a casca.

Hoje em dia, a cortiça tem muitos fins e é especialmente usada em revestimentos e isolamentos, decoração, calçado e até na indústria automóvel.

Mas o que é uma floresta sem animais? Nada, não é? O montado também é o habitat de centenas de espécies de fauna, incluindo algumas em perigo de extinção, como são caso disso a águia-imperial ibérica, a cegonha-preta e o lince ibérico.

O montado acompanha o homem desde tempos imemoriais. Não deixemos que fique empobrecido sem os animais que lhe dão vida!

Agora tenho algumas perguntas para ti.

1) O montado é uma floresta típica do norte da Europa?

Não, do sul. Especificamente da Península Ibérica.

2) A cortiça é a casca da azinheira?

Não, não é da azinheira, é do sobreiro.

3) A cortiça pode ser retirada de nove em nove meses?

Não, de nove em nove anos. Antes disso a cortiça ainda não está completamente formada.

 

You might also like

 

Be an insider!